sábado, 27 de abril de 2013

Escolhas de vida, desculpas, e o destino

Eu não sabia muito bem que titulo por neste blog...

escolhi o que mais me pareceu apropriadotabela de conteúdos

Li uma publicação que foi partilhada na minha pagina do Facebook onde se lia o seguinte: 
[Outros efeitos da crise: drogas mais baratas, mais prostituição, mais VIH]
Isto activou o meu banco de dados da minha vida ao longo de todos estes anos, fez pensar em toda as dificuldades financeiras pelas quais passei, o abandono a que fui votada não só pelos homens que passaram pela minha vida e dos quais as unicas recordações que deles tenho são as sementes que eles plantaram no meu ventre e do qual saíram três lindas flores que são as minhas três filhas, em 1986 fiquei sózinha com duas crianças ainda muito pequeninas uma era ainda uma bebé de colo, e à mercê dos mandos e desmandos da familia de um desses individuos e que foi contribuinte na concepção de uma das minhas meninas tive a grande sorte de ter ao lado uma grande amiga e alma caridosa que me encaminhou e acompanhou aos locais apropriados para encontrar soluções imediatas ao meu problema da actualidade, que era estar só no mundo com duas bebés nos braços e sem casa, nem emprego eu poderia estar aqui uma eternidade de tempo a falar acerca das minhas venturas e desventuras neste mundo, mas isto para dizer o seguinte, eu acho ridículo e irresponsável, atribuir o consumo de drogas à crise económica, porque eu tenho vivido em crise económica, crise afectiva crise familiar etc etc durante toda a vida e nunca me meti em drogas nem na prostituição para superar o que quer fosse, sujeitei-me muito aos mandos desmandos e prepotências de indivíduos que se aproveitavam do facto de eu estar completamente à mercê da caridade deles para me usarem como se eu fosse nada mais nada menos que um objecto do qual eles eram (cada um a seu tempo) proprietários, não tenho qualquer problema em afirmar que sinto até hoje nojo e repulsa por todos eles.

Sem comentários:

Enviar um comentário